25 abril, 2008

25 DE ABRIL, SEMPRE!!!!

O son de "grandola vila morena" comenzaba o fin da dictadura portuguesa no ano 1974.

Foi emitida no programa "Limite" de Radio Renascença as 0.20h do día 25 e foi a señal para o arranque das tropas de Lisboa e a confirmación de que a revolución estaba ganada.
Compuxoa José Afonso como homenaxe a "Sociedade Musical Fraternidade Operaria Grandolense"
e aqui a tedes, disfrutadea!

Grândola, vila morenaTerra da fraternidade,O povo é quem mais ordenaDentro de ti, ó cidade.
Dentro de ti, ó cidadeO povo é quem mais ordena,Terra da fraternidadeGrândola, vila morena.
Em cada esquina um amigoEm cada rosto igualdade,Grândola, vila morenaTerra da fraternidade.
Terra da fraternidadeGrândola, vila morenaEm cada rosto igualdadeO povo é quem mais ordena.
À sombra duma azinheiraQue já não sabia a idadeJurei ter por companheiraGrândola a tua vontade.
Grândola a tua vontadeJurei ter por companheira,À sombra duma azinheiraQue já não sabia a idade.

Adicada especialmente o meu amigo Yago que en todas as festas amenizanos con esta canción.

1 comentario:

vacorinho dijo...

agardemos que no boi nos volva a deleitar coa interpretación de tan emotivo himno